Moradores questionam recapeamento de rua sem buracos na zona leste de Sorocaba


Situação ocorreu na Rua Assis Machado, na Vila Hortência. Prefeitura diz que via estava em pacote de obras. Rua de Sorocaba (SP) recebeu recapeamento, mesmo sem buracos
Arquivo Pessoal
Moradores da zona leste de Sorocaba (SP) questionam trabalhos de recapeamento feitos na região. Isso porque, segundo eles, há pontos onde não havia a necessidade de intervenção, já que a via sequer tinha buracos. Conforme a prefeitura, o trecho faz parte do pacote de obras de requalificação viária (veja mais abaixo).
📲 Participe do canal do g1 Sorocaba e Jundiaí no WhatsApp
Os problemas foram denunciados ao g1 no começo de junho, quando as obras começaram a ser executadas.
Uma das manutenções ocorreu na Rua Assis Machado, na Vila Hortência. Um dos pontos que mais gerou estranhamento foi o recapeamento entre as ruas Teresa Lopes e Cervantes. O trabalho é feito pela prefeitura por meio de uma empresa terceirizada.
Via que estava em bom estado recebeu recapeamento em Sorocaba (SP)
Arquivo Pessoal
Conforme os moradores, o local não tinha buracos ou imperfeições aparentes e estava em bom estado, inclusive com a sinalização de solo em boas condições, e que agora também terá de ser refeita.
“Desde a Rua Cervantes até a Nogueira Padilha, são cerca de 450 metros de asfalto em duas mãos de direção. Colocaram uma camada grossa de asfalto, cerca de cinco centímetros, sobre o asfalto antigo, que estava em bom estado, e, inclusive, com a sinalização de solo em perfeitas condições. Agora, ela também terá de ser refeita”, diz o morador.
Não é a primeira vez que situações como esta são registradas em Sorocaba. Em 2016, por exemplo, a prefeitura fez uma série de intervenções em pontos que estavam em perfeito estado.
Avenidas como a Engenheiro Reinaldo Mendes, na zona leste da cidade, e Paulo Emanuel de Almeida, na zona oeste, foram recapeadas sem apresentar pontos de reparo ou buracos. À época, a justificativa foi a mesma: as vias estavam no pacote de obras.
Rua da zona leste de Sorocaba (SP) foi recapeada mesmo sem buracos, conforme moradores
Arquivo Pessoal
Quanto custou?
A Prefeitura de Sorocaba não informou quanto foi gasto para realizar o recapeamento na Rua Assis Machado. No processo de licitação, a via aparece com 923 metros de comprimento para recapeamento. Pelo contrato, cada metro custa R$ 1.098,5. Assim, em tese, o recapeamento do local, pela média global do contrato, custou cerca de R$ 1.013.935,2.
O que diz a prefeitura
A Prefeitura de Sorocaba informou que a rua em Machado de Assis faz parte do pacote de obras de requalificação viária, que contempla aproximadamente 120 quilômetros de vias em diversos bairros da cidade.
“É importante ressaltar que a requalificação viária é um processo abrangente de melhoria e renovação das vias públicas, que vai além do simples recapeamento ou tapa-buracos. Esse conceito envolve uma série de intervenções técnicas que visam restaurar a funcionalidade e prolongar a vida útil do pavimento”, alega a prefeitura.
Os principais aspectos da requalificação viária, segundo a prefeitura, são:
recuperação do pavimento, desde sua base, tratando patologias que vão além do recapeamento;
tratamento de drenagem e prevenção de infiltrações;
recuperação de bocas de lobo;
refazimento de sinalização de solo;
substituição da iluminação por luminárias em LED.
A Unidade de Execução de Programa (UEP), estrutura pertencente ao Centro de Aceleração Desenvolvimento e Inovação (Cadi), ainda de acordo com a Prefeitura de Sorocaba, possui um corpo de engenheiros que acompanha as obras dos programas de obras e possui um fiscalizador designado para cada contrato de obra.
Além disso, o poder público informou que há uma empresa contratada para dar apoio à fiscalização e gerenciamento das obras, bem como a fiscalização do banco financiador.
“Vale lembrar que a cidade tem pontos que, ao menos em tese, necessitam de intervenção de forma mais urgente, incluindo na própria zona leste da cidade. As vias Dorothy de Oliveira, Fernando Martins Costa e José de Oliveira são locais que apresentam estado mais crítico que os que receberam as intervenções”, diz a nota.
Veja mais notícias da região no g1 Sorocaba e Jundiaí
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM
Adicionar aos favoritos o Link permanente.