• New Page 1

    RSSFacebookYouTubeInstagramTwitterYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTubeYouTube  

Com 7,5%, Acre atinge maior taxa de desocupação anual já registrada, diz IBGE


Oito unidades da federação tiveram maior taxa da série histórica em 2023, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua. No quarto trimestre do ano passado, mais de 22 mil pessoas estavam desocupadas no estado. No quarto trimestre do ano passado, mais de 22 mil pessoas estavam desocupadas no estado
Arquivo pessoal
O Acre atingiu a maior taxa de desocupação anual já registrada, com 7,5% em 2023, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados no último dia 16. Os números constam na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua.
Conforme o IBGE, oito unidades da federação tiveram a maior taxa da série histórica no ano passado. Destes, são três estados da região Norte e o Acre tem a maior taxa entre eles, à frente do Tocantins (5,8%) e Rondônia (3,2%).
A pesquisa também apresenta dados relacionados a emprego no quarto trimestre do ano passado. No período, o estado ficou com taxa de desocupação em 6,7%, o que dá um resultado de 22 mil pessoas.
Por outro lado, são 313 mil pessoas ocupadas, sendo 139 mil ocupadas informalmente. Além disso, 114 mil pessoas estão ocupadas no setor privado e 72 mil no setor público.
Dados nacionais
Ainda conforme o IBGE, o desemprego no Brasil caiu em duas das 27 unidades da federação (UFs) no quarto trimestre de 2023. As maiores taxas de desocupação anual estavam em Pernambuco (13,4%), na Bahia (13,2%) e no Amapá (11,3%); e as menores ficaram com Rondônia (3,2%), Mato Grosso (3,3%) e Santa Catarina (3,4%).
O Brasil encerrou o trimestre terminado em dezembro com taxa de desemprego em 7,4%, patamar mais baixo para o período desde 2014 e com recorde histórico de trabalhadores ocupados. No trimestre anterior, a taxa de desocupação era de 7,7%.
VÍDEOS: g1
Adicionar aos favoritos o Link permanente.